Portfólio de desenvolvedor: saiba como criar o seu

Portfólio de desenvolvedor: saiba como criar o seu

Cristian Amaral's photo
Cristian Amaral
·Jun 25, 2022·

6 min read

Table of contents

  • Tipos de portfólio de desenvolvedor
  • Dicas para criar um portfólio de programador
  • Como criar um portfólio de programador com o bohr.io

O portfólio de desenvolvedor é a interface onde ele mostra os melhores projetos que já executou (no caso dos que já têm experiência profissional) ou as tecnologias e linguagens que estudou/está estudando, a exemplo de serverless, edge computing, blockchain, Web3 etc.

🛂 English Version

Assim como os tradicionais currículos, o portfólio registra a trajetória do desenvolvedor para que possíveis contratantes ou recrutadores possam avaliar se o seu perfil é adequado para o job em questão.

É com o seu portfólio que você vai provar que sabe criar um app, um site ou um sistema, por exemplo.

Tipos de portfólio de desenvolvedor

O portfólio do desenvolvedor pode ser um site focado em exibir visualmente os projetos ou os códigos desses projetos.

O portfólio visual é bastante óbvio: mostra os trabalhos realizados por meio de ilustrações.

portfolio-de-programador- gustavo-willeman.png

Já o portfólio de código, mais conhecido como repositório, mostra como você escreveu os seus códigos:

name: bohr.io deploy
on: push
permissions: write-all
jobs:
  deploy:
    name: Deploy on bohr.io
    runs-on: ubuntu-latest
    steps:
      - uses: actions/checkout@v3
      - uses: bohr-io/action@main

O principal repositório de códigos é o github, da Microsoft, que tem uma cara assim:

portfolio-de-programador-github-bohr.png

E esse é o repositório do bohr.io⇗ no github.

Dicas para criar um portfólio de programador

Antes de mais nada, você precisa ter o que mostrar, certo? Tem que ter ao menos um projeto a mão para expor no portfólio (pode ser aquele que você desenvolveu na faculdade) ou a listagem dos sistemas e linguagens que você domina.

Obviamente, portfólios com trabalhos impressionantes te tornarão mais interessante para o mercado de trabalho.

Mas todo mundo tem que começar de alguma forma, certo? 🚀

início de carreira de dev.gif

E aqui vai uma dica que nem todo dev explora:

Não perca a oportunidade de trabalhar a sua marca pessoal e expressar a sua personalidade! Isso dá aos empregadores em potencial uma melhor compreensão de como você pode se encaixar na cultura da empresa ou se você terá sucesso na função que eles desejam preencher.

Outra dica legal é mostrar no portfólio as suas hard skills e, especialmente, as soft skills.

De acordo com o site da Exame, essas são as definições dos tipos de habilidades⇗ que os recrutadores estão sempre de olho nos portfólios de desenvolvedores:

▶️ Hard skills (habilidades técnicas)

São habilidades que podem ser aprendidas e facilmente quantificadas. Você aprende hard skills na sala de aula, com livros, apostilas, cursos online ou até mesmo no trabalho.

De modo geral, são comprovadas por meio de certificados e diplomas.

▶️ Soft skills (habilidades comportamentais)

São competências subjetivas, ligadas à sua forma de se relacionar e interagir com as pessoas - por isso, são mais difíceis de avaliar.

💡Os recrutadores olham com atenção especial para as soft skills porque é muito mais fácil para a empresa treinar uma competência técnica do que uma comportamental.

Aqui vão alguns exemplos de soft skills: comunicação, resolução de conflitos, atitude, criatividade, pensamento crítico, capacidade organizacional, liderança, ética, flexibilidade, trabalho em equipe e gestão do tempo, entre várias outras.

Dica de ouro para explorar as soft skills: leia a descrição da vaga (job description) com atenção para entender quais habilidades a empresa está buscando nos candidatos e capriche na descrição das suas skills que casam com a expectativa dos contratantes.

Componentes obrigatórios de um portfólio de programador

Segundo o site Springboard⇗, o portfólio de um programador júnior deve incluir, no mínimo, 3 principais componentes:

  • Sobre mim – As pessoas querem saber quem você é. Por isso, inclua seu nome, uma foto e uma breve sinopse sobre o que você fez e onde espera chegar em sua carreira. É uma boa ideia refinar essa narrativa ao longo do tempo à medida que sua carreira progride.

  • Projetos – As melhores amostras do seu trabalho são o componente crítico do portfólio de programação. Esta seção deve ser a mais cativante possível. Seja criativo: use vídeos, GIFs, designs e textos atraentes.

  • Contato - Idealmente, seria legal você incluir um formulário de contato + canais de mídia social (especialmente o LinkedIn). Se não quiser fazer isso, adicione no mínimo o seu endereço de e-mail e links para o github.

Quer ultrapassar o básico e se aprofundar um pouco mais? 🔥

Ainda de acordo com a Springboard, estas são as 7 melhores práticas para criar um portfólio de programador:

  1. Adapte o portfólio à vaga que você procura: por exemplo, se você está se candidatando a um trabalho de codificação, edite o material e adicione mais experiências relativas à escrita de códigos.

  2. Inclua trabalho extracurricular: você pode desenvolver, por iniciativa própria, uma nova versão de uma landing page ou site para a empresa que você está tentando impressionar. Isso não apenas mostrará suas habilidades como também provará que você tem uma atitude autodidata.

  3. Certifique-se de ter um design responsivo: encontre um template responsivo que ofereça uma experiência fantástica ao usuário em todos os dispositivos (ou, melhor ainda, desenvolva o seu próprio 💪).

  4. Design e layout atraentes: usar um template gratuito economiza muito tempo gasto em design ou desenvolvimento, mas é muito importante personalizá-lo. Além disso, você deve criar um layout visualmente atraente que impressione os visitantes.

  5. URL customizada: seu portfólio de programação é uma grande parte da sua marca pessoal. Por isso, escolha uma URL adequada (idealmente, deve incluir seu nome ou pelo menos refletir o trabalho que você faz). Além disso, comprar seu próprio domínio passa uma impressão mais profissional do que usar um gratuito.

  6. Minimize os pontos de contato: um portfólio de programador júnior não precisa ser um labirinto complexo com muitas páginas e opções. Você deve tornar a interface do usuário suave e direta para que os visitantes possam navegar pelo site com apenas alguns cliques.

  7. Inclua prova social: obter depoimentos de clientes satisfeitos é sempre um diferencial para o seu portfólio de programação. Se puder, incentive clientes anteriores a escrever algumas frases que declarem explicitamente como seu trabalho teve um impacto positivo no projeto ou no negócio.

Como criar um portfólio de programador com o bohr.io

Ao criar sua conta no bohr.io você receberá um link⇗, onde vai precisar clicar no botão Use this template:

portfolio-de-desenvolvedor-1.png

Depois você nomeia o repositório e clica em Create repository from template:

portfolio-de-desenvolvedor-2.png

Daí o github vai criar um novo repositório na sua conta:

portfolio-de-desenvolvedor-3.png

Depois disso, o github vai automaticamente acionar o bohr.io para efetuar o deploy:

portfolio-de-desenvolvedor-4.png

Em menos de 1 minuto o deploy estará concluído e o bohr.io criará um environment, com link para o ambiente:

portfolio-de-desenvolvedor-5.png

portfolio-de-desenvolvedor-6.png

Pronto! ✅

portfolio-de-desenvolvedor-7.png

Ficou com alguma dúvida ou precisa de ajuda?

Acesse o nosso servidor no Discord⇗. Lá sempre tem gente pronta para dar uma mão. 🤝

 
Share this